Saiba aqui quais são os principais impostos para imobiliárias

Esta cada vez mais comum vermos jovens e adultos querendo empreender, abrir seu próprio negócio, muitos estão cansados de perder uma boa parte do seu salário para o Governo, outros querem uma qualidade de vida melhor, querem fazer seus próprios horários e ganhar seu próprio dinheiro.

O que muita gente não sabe é que fugir de impostos é impossível, se você acha que empreendendo vai pagar menos imposto para o governo, você está muito enganado.

Para aproveitar essa onda de novos empreendedores chegando no mercado, muitos tentam a sorte em empreendimentos que já são consolidados no mercado, algo muito conhecido, como o caso das imobiliárias.

Se você está lendo esse artigo, talvez você está interessado em abrir uma imobiliária ou você já é dono de uma e quer entender melhor quais os impostos que você paga todos os anos ao governo.

Aliás, você já parou para pensar na quantidade em dinheiro que você já pagou de tributos para o governo? Está cansado de todos os anos pagar os mesmos impostos que muitas vezes você nem sabe para que serve? Se sim, esse artigo é para você.

Nesse texto eu vou mostrar os principais impostos que uma imobiliária deve pagar e como minimizar as taxas e tributos pagos ao governo. Após esse artigo você vai entender a dificuldade que é abrir uma imobiliária no Brasil e se ainda quiser abrir uma, estará preparado para as dificuldades que virão referente aos tributos.

Vamos lá!

Variedade de impostos

Existem tantos impostos cobrados em uma imobiliária que, muitas vezes nem os donos das imobiliárias sabem a quantidade de impostos que ele paga e para que cada imposto é cobrado.

São tantos impostos que os profissionais da contabilidade ainda têm grandes dificuldades de organizar e pagar cada imposto devido a grande quantidade deles. Talvez a maior dificuldade entre os empresários do ramo imobiliário seja conseguir lucrar pagando a grande quantidade de tributos que são descontados deles todos os anos.

Impostos federais, estaduais e municipais, cada um muitas vezes cobrando as mesmas coisas, porém, com nomes dos tributos diferentes.

Uma das grandes reclamações em meio aos empresários tem relação a grande variedade de imposto cobrados e o fato de serem taxados em todos os setores da imobiliária, por exemplo.

O dono da empresa paga impostos ao pagar os salários dos funcionários, paga imposto em cima do seu lucro, paga imposto sobre as comissões, paga imposto sobre a transferência de imóveis. São tantos impostos que no final do ano, o lucro da empresa que deveria ser viável, muitas vezes acaba sendo inviável para a empresa, esse é um dos principais motivos de falência das empresas no Brasil.

Para quem vai começar no ramo empresarial é importante ficar atento a todos os desafios que vão vir pela frente.

Principais Impostos pagos por uma Imobiliária 

Como já foi citado acima existem uma grande variedade de tributos cobrados, alguns referentes a empresa e outros da parte de comissões e o faturamento da empresa.

Taxas cobrados sobre a transação de Imóveis:

  • ITBI/ITIV: Imposto sobre Transmissão de bens Imóveis/Imposto Sobre a Transmissão Inter Vivos de Bens Imóveis. São taxas cobradas na venda de um imóvel, sempre que acontecer uma transação de um imóvel é preciso pagar essa taxa com alíquota de até 3% de acordo com cada município.

Esse imposto é importante de ser pago pois, sem pagar esse tributo você não consegue efetuar a transação da residência para o seu nome, ou seja, mesmo pagando a casa, seus dados não vão estar nos dados municipais, pela lei, você não vai ser o proprietário da residência.

  • ITCMD: Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação. É um imposto que varia de Estado para Estado podendo ter alíquotas de 4% do valor da residência. Esse imposto é cobrado quando houver a transferência de um bem por causas mortis ou a doação de um imóvel.
  • IPTU: Imposto Predial e Territorial Urbano. Imposto cobrado todos os anos em todas as residências e pedaços de terra que estão em território urbano. O valor do imposto pode varias de residência para residência. Esse imposto pode ser pago em parcelas ao longo do ano ou em um boleto único.
  • ITR: Imposto Sobre a Propriedade Territorial Rural. O ITR é cobrado apenas em áreas consideradas rurais, a taxa é cobrada pelo governo federal e pode variar de acordo com cada território. Nada mais é que um IPTU referente a zona rural.

Impostos cobrados referente a Empresa:

  • PIS: Programa de Integração Social Imposto destinado ao funcionário da empresa, a alíquota pode varias entre 0,65% até 1,65% sobre a receita bruta da empresa.
  • COFINS: Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social. Esse imposto é destinado para a seguridade social, previdência social e a saúde pública. Sua alíquota varia de 3% até 7.60%.
  • ISS: Imposto Sobre Serviços. Imposto referente a serviços prestados, sua alíquota varia entre 2% a 5% dependendo do município onde o serviço foi prestado.

Existem diversos outros impostos que uma imobiliária deve pagar, porém, citei apenas os principais tributos. Agora, é hora de saber como diminuir esses tributos utilizando meios legais.

 Como diminuir os tributos pagos no ramo Imobiliário

 Se você está pensando que poderá ficar isento de pagar os impostos citados acima, você está se iludindo, é impossível ficar isento de pagar impostos, porém, existem formas de diminuir a quantidade de impostos e até mesmo reduzir as alíquotas cobradas em cima desses impostos.

Não estou falando de nada ilegal, existem meios legais que permitem minimizar o impacto das taxas em sua imobiliária.

Para isso é importante um alinhamento muito bem feito em suas finanças, no seu planejamento fiscal e nos documentos referentes a sua renda e suas variáveis.

É necessário um acompanhamento profissional, mais especificamente, você precisa de um contador especialista em imobiliárias.

Com um contador auxiliando você e sua empresa, você conseguirá ter maior controle em sua documentação, melhor planejamento em suas finanças e consequentemente diminuir gastos anuais tanto em tributos como em economias fixas e variáveis que uma imobiliária tem.

Isso só será possível após uma analise completa da sua empresa e os documentos da mesma, escolher o melhor regime tributário é fundamental para minimizar o impacto das taxas e tributos em sua empresa.

Com um controle das suas finanças, um planejamento financeira e estratégias tributarias é possível:

  • Diminuir a alíquota dos impostos pagos;
  • Reaver pagamentos de tributos;
  • Se isentar de alguns impostos que não são referentes ao seu setor de atuação.

Conclusão

Espero que esse texto tenha ajudado você a entender melhor como funciona os impostos e a quantidade desses impostos que uma imobiliária deve pagar.

Existem tantos impostos que fica difícil organizar todos os documentos e declarar tudo de forma correta ao governo, para isso, é fundamental ter um contador responsável integralmente a sua imobiliária.

Com um contador responsável, você conseguira diminuir o impacto das taxas e tributos cobrados sobre sua empresa e ainda se isentar de alguns impostos que muitas vezes, não condizem com a verdadeira função da sua empresa no mercado.

Contrate um contador de confiança que, além de te auxiliar em toda parte financeira, jurídica e tributaria, irá te informar o que é melhor para a sua empresa hoje e nos próximos anos.

Este artigo foi escrito por: dinamica

Categorizados em:

Comentários estão fechados.